Idéias e pensamentos sobre os anos 80, 90 e os dias de hoje. E sobre tudo mais o que der na telha!!

domingo, 29 de agosto de 2010

Sharivan

Após o sucesso de Jaspion na TV Manchete houve um grande interesse das outras emissoras em trazer produções do mesmo estilo, uma delas foi Sharivan. A série estreou no Brasil na tela da Rede Bandeirantes com o título de "Sharivan, o Guardião do Espaço" ou "Detetive Espacial Sharivan" e trazia a História de Den Iga, jovem que foi escolhido para ser o novo delegado da divisão espacial instalado na Terra em substituição ao "Gyaban" - que foi o herói título da série anterior, Sharivan é a segunda na trilogia dos Policiais do Espaço - . após este ter derrotado a organização Maku em seu último episódio. Na terra, Den conta com a parceira Lili, a espaçonave Gran Bus, a Moto Sharian e o tanque Sharinger como os principais equipamentos para combater a ameaça de Mad, o império que surge no lugar de Maku e espreita para tentar dominar o Japão, em sua batalha Sharivan conta com a ajuda de seu antecessor ilustre: o Gyaban em pessoa reaparece em vários episódios - sobretudo nos finais - lutando ao seu lado revivendo a dupla de sucesso da série anterior, em cada episódio surge um monstro típico para dar trabalho a Sharivan sempre com o nome terminando em "beast", para dar cabo deles ele utiliza sua espada laser e o "Choque Fatal Sharivan", para se transformar ele aciona o "Raio Solar" e é curioso o narrador da série explicar em um replay como se deu o processo. O clímax ocorre quando é revelado a Den que ele deve encontrar o Cristal Iga que será a única fonte capaz de derrotar o Mad. Teve 51 episódios para TV, todos exibidos no Brasil, e mais um especial lançado somente no Japão onde houve o encontro inédito dos 3 Policiais: Sharivan, Gyaban e Shaider.

A TRILOGIA DOS POLICIAIS DO ESPAÇO

Lançado em 1982 Sharivan (Uchuu Keiji Shariban) foi sucesso absoluto no Japão e faz parte da linhagem de heróis "Metal Hero" iniciada um ano antes com a série anterior e encerrada em 1996 com B Fighter Kabuto. Depois da grande repercussão que teve o Policial do Espaço Gyaban, a Toei Company e a TV Asahi imediatamente planejaram uma sequência, e para isso lançaram estrategicamente o personagem Den Iga nos episódios finais para fazer a ponte e este se tornar o protagonista da nova série, para o papel título do novo herói foi escolhido o ator e dublê do JAC (Japan Action Club) Hiroshi Watari, que deu certo no papel e mostrou grande competência nas cenas de luta, com a armadura de Sharivan ou sem ela (em várias ocasiões era ele mesmo que usava a "suit"), fora isso todo o esquema da série anterior foi mantido na criação do novo império do mal (Mad), na elaboração dos equipamentos do herói, sua parceira (Lili) e a sistemática das histórias que manteve o clima sombrio e investigativo de Gyaban, até o "Mundo da Alucinação" para onde a luta era transferida foi repetido bem como o tradicional escurecimento da imagem, o cantor responsável pelas músicas foi o mesmo Akira Kushida e as trilhas sonoras instrumentais estão entre as melhores já feitas para os Metal Hero com composições sensacionais, a música tema de abertura é hit no Japão até hoje (quem conhece garante que não falta uma versão dela mas máquinas das casas de Karaokê em Tókio!). Após a derrota de Mad no final de Sharivan foi lançada a terceira e última parte da trilogia: o Policial do Espaço Shaider, o herói de armadura metálica azul não teve tanto êxito quanto seus dois antecessores apesar de sua série manter o mesmo esquema das outras - "Mundo da Alucinação", clima sério, parceira charmosa, trilha sonora com Akira Kushida - e comenta-se que ele deu menos lucro à Toei do que a série Machine Man criada por Shotaro Ishinomori no mesmo ano, 1984, tanto foi que no ano seguinte resolveram abandonar o antigo esquema dos Policiais do Espaço e o resultado foi a série Jaspion (leia mais sobre Jaspion neste mesmo blog clicando aqui.)

Abaixo CD japonês com a trilha sonora dos três policiais reunidos: Sharivan, Gyaban e Shaider


No Brasil a Band obteve relativo sucesso com a exibição de Sharivan, num primeiro momento em horário nobre e depois à tarde, apesar da boa aceitação foi ofuscado pela exibição de Jaspion que ocorreu ao mesmo tempo e por ser série inferior a nível de produção e efeitos especiais (Sharivan foi gravado em 1982, Jaspion em 1985) a comparação com Jaspion era inevitável e muita gente julgava a série sem conhecê-la em mais detalhes, chamaram-no de "Jaspion Vermelho", "Jaspion Paraguaio", "cópia de Jaspion" e por aí vai... Mesmo assim o herói pôde ser curtido mais do que os outros dois da Trilogia: Gyaban e Shaider, que também passaram aqui mas fora de ordem e em horários e canais proibitivos - ambos passaram na Globo e Gazeta (SP) em curto período e horários como 06:00, o que explica porque muitas pessoas não o viram ou ainda acham que não foram exibidos no Brasil - já que as três séries são vinculadas uma à outra e ocorrem vários encontros especiais. O grande atrativo da série é o clima sério e de investigação que predomina nos episódios aliado ao acompanhamento da excepcional trilha musical (mesmo as só instrumentais) apesar de ficar um pouco cansativa na hora da luta de Sharivan transformado especialmente quando ele transfere a briga para o "Mundo da Alucinação" e até a conclusão do confronto com o Gran Bus, Hiroshi Watari segura a série em suas mãos e a dublagem brasileira que entregou sua voz a Élcio Sodré ficou muito boa, a música de abertura foi mantida original e é ótima, a interpretação de Akira Kushida (o mesmo que canta o tema do Jiraiya, do Jiban e do Daileon) é excelente e sua batida é típica da década de 80 inspirada na "era disco", era possível passar bons momentos nas tardes da TV acompanhando as aventuras do detetive espacial

Abaixo CD da trilha sonora relançado recentemente no Japão

Depois da Band, Sharivan foi exibido pela TV Record já num período em que os heróis do Japão já não estavam com tanto apelo, e ainda mais tarde passaria na CNT Gazeta. Com a onda oitentista que toma conta do mundo todo (e no Japão também, claro!) assim como outras músicas da época a abertura de Sharivan voltou à evidência por lá e o resultado é que o cantor Akira Kushida anda fazendo muitas apresentações país afora cantando o tema ao vivo, uma delas você vê no vídeo abaixo, onde houve a participação de Masaki Endo, no outro vídeo a sequência com a introdução da série:



Música da abertura ao vivo em Show recente no Japão com Akira Kushida
video

Abaixo: Akira Kushida quando se apresentou em
São Paulo, cantando o tema de Sharivan (vídeo amador)
video

Nenhum comentário:

Quem sou eu

São Paulo, SP, Brazil
Cresceu em São Paulo, teve a infância nos anos 80, admirador dos filmes, seriados, desenhos, músicas e games que se vivia naquela época, a última década da qualidade, e da inocência! Contato: kamenin.oruha@gmail.com